O que a ozonioterapia pode fazer por você

Publicado por:  Autor Desconhecido

Você sabia que é possível ficar livre de doenças com um tratamento simples, sem dor e sem efeitos colaterais? Trata-se do tratamento com ozônio (O3), gás formado a partir do oxigênio (O2) junto com um átomo de oxigênio.

O tratamento com o ozônio começou na Alemanha, durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), no tratamento de feridas dos soldados por combater germes e bactérias.

Hoje é um método aplicado pelos sistemas de saúde da Alemanha, Suíça, Áustria, Itália, Ucrânia, Rússia, Grécia, Israel, Egito e Cuba, alguns estados dos EUA, na Rússia, Cuba e Ucrânia.  Na Alemanha são realizados cerca de 7 milhões de tratamento por ano e na Europa já são mais de 15 mil médicos que fazem este procedimento.

Na maior parte do mundo, os planos de saúde reembolsam quem realiza terapia com ozônio.

A odontologia e a estética utilizam a ozonioterapia

Na odontologia a ozonioterapia é utilizada para tratar doenças periodontais, tratamento de canal, halitose entre outros tratamentos. Na estética ele tem sido amplamente utilizado para rejuvenescimento facial, tratamento de celulite e estrias.

O ozônio medicinal também pode ser indicado para tratar:

  • Problemas circulatórios
  • Diversas doenças e condições do paciente idoso
  • Doenças causadas por vírus, tais como hepatites, Herpes simples e Herpes zoster
  • Feridas infectadas quaisquer, inflamadas, de difícil cicatrização, como úlceras nas pernas, de origem vascular, arterial ou venosas (varizes), úlceras por insuficiência arterial, úlcera diabética, risco de gangrena
  • Colites e outras inflamações intestinais crônicas
  • Queimaduras
  • Hérnia de disco, protrusão discal, dores lombares
  • Dores articulares decorrentes de doenças inflamatórias crônicas
  • Imunoativação
  • Como terapia complementar para vários tipos de câncer

O ozônio pode ser aplicado por diversas vias: tópica (passando óleo ou água ozonizada no local), Banho e sauna de ozônio, Endovenosa, Intramuscular, Intra-articular, Pré-vertebral,Intra discal, Insuflação (retal, vaginal e na bexiga), Subcutâneo e Injeção direta em tumores.

O gás ozônio não pode ser inalado. As quantidades dosadas de ozônio são controladas e existem protocolos médicos para cada caso. Em excesso, o gás pode ser fatal. Por isso é indicado consultar um médico certificado para diagnosticar e realizar o protocolo adequado para seu caso.

O ozônio é a maior descoberta da química moderna - Enrico Fermi (Nobel de Física 1938)

Saiba mais sobre a ozonioterapia nesta matéria veiculada pelo SBT: http://bit.ly/2kvALsE

[ BelaClin - Clínica Multidisciplinar ] 
www.belaclin.com.br | 


Comentarios


Nos envie uma mensagem